Logotipo Jessé Rodrigues
Blog

Segundo Post com as palavras-chave importantes para o Usuário e para o SEO

Imagem Post

Segundo uma pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), com apoio do IBQP, do SEBRAE e da UFPR, o País chegou a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total) em 2018. Isto é, cerca de 52 milhões da população adulta possui algum tipo de atividade empreendedora no mercado brasileiro, o que é um número consideravelmente alto e que só tende a crescer.

Com o avanço da tecnologia, empreender ficou mais fácil de maneira on-line. De acordo com os estudos Digital Adspend 2018, divulgados pela IAB Brasil, o país movimentou mais de R$ 14 bilhões em publicidade digital em 2017, aumentando 25,4% se comparado ao ano anterior. Dessa forma, fazer empreendedorismo na era digital tornou-se inevitável para fortalecer sua empresa. Confira 5 dicas sobre empreendedorismo digital e ideias de como levar o seu negócio para a Internet!

 

1. Blog ou website

Escrever sobre um nicho que você se identifica e deseja empreender é uma boa maneira de começar a divulgar um negócio on-line. Para criar um blog ou site especializado, dedicação é fundamental. Um orçamento alto não é necessário para alavancar seus produtos com artigos e postagens de informação sobre o assunto. Após avançar com o website, ainda é possível aumentar o investimento no seu negócio com marketing digital, implementar SEO, divulgação e adicionar maior qualidade com o conteúdo, uma vez que ele começa a render lucros devido ao seu empreendedorismo inicial.

2. Canal de vídeo

A criação de vídeos para o YouTube e outras plataformas de audiovisual pode ajudar a propagar seus serviços e produtos on-line. Após certo tempo no YouTube, é possível adquirir monetização com os conteúdos publicados e até obter patrocínios pagos, gerando lucros com sua marca. Apesar disso, lembre-se que o material em vídeo precisa ser mais dinâmico do que um artigo, prendendo o telespectador do início ao fim.

Teste de legenda qualquer

3. E-commerce

As lojas digitais, também conhecidas como e-commerce, ajudam a impulsionar suas vendas on-line e a divulgar a empresa para novos consumidores a partir da utilização de algumas ferramentas. São elas um website pronto para vendas, produtos e serviços a serem comercializados, otimização para mecanismos de buscas e investimentos em marketing digital para propagação da empresa. Essa é uma das maneiras mais comuns para empreender digitalmente: o faturamento das lojas on-line cresceu 47% apenas no primeiro semestre de 2020, sendo a maior alta do setor em 20 anos, de acordo o levantamento feito pela Ebit/Nielsen.

4. Marketplace

Os marketplaces são plataformas que vendem produtos de diversas marcas em um só lugar e também impulsionam os anúncios de sua empresa de maneira digital. Geralmente, esses sites possuem um tráfego intenso de compra e venda on-line, aumentando as chances de seus produtos serem encontrados com maior facilidade. Alguns dos principais exemplos no Brasil são Mercado Livre, Estante Virtual, OLX, Enjoei e Netshoes.

5. Programas de afiliados

Conhecido comumente como marketing digital afiliado, significa comprometer-se a outra empresa para divulgar e efetuar vendas de seus produtos ou serviços on-line e receber uma comissão por isso. Para entrar nessa área de marketing, busque por plataformas afiliadas como a Hotmart, Eduzz e Monetizze, escolha os produtos dedicados ao seu público-alvo e divulgue-os por meio de links em sites e redes sociais, por exemplo.

Últimos Posts